sábado, 9 de julho de 2016

GRANDES NOMES

IAÚCA


Herdou a sua alcunha do avô e deve-se escrever Iaúca - com I e nunca com Y.

Segundo afirmava o próprio Iaúca ( Colecção Ídolos do Desporto - 3ª Série - Nº 25 - 1964 ), o seu nascimento foi em 27 / 06 / 1937, o que tem gerado contradições, uma vez que em algumas biografias a data de nascimento teria ocorrido em 18 / 06 / 1935. *

Apesar do interesse demonstrado pelo Sporting, primeiro, e depois pelo Benfica ( chegou a ser observado pelo técnico de juniores, o argentino Valdivieso, que se tinha deslocado a Angola e a Moçambique na prospecção de novos valores ) na sua contratação, acabaria por ingressar no Belenenses.



Iaúca era um extremo ( preferencialmente à direita ) ou ponta-de-lança, com um estilo de jogo inconfundível e de grande imprevisibilidade.

Cedo se tornou numa das grandes figuras dos "azuis" do Restelo ( que contavam ainda com Matateu, Vicente, José Pereira, o brasileiro Tonho, etc. ), ajudando a equipa a alcançar alguns importantes triunfos.



O Belenenses ganhou no início da época de 1959 / 60 a Taça de Honra de Lisboa, goleando o Benfica por 5 - 0. Em Novembro, estreou-se pela Selecção "A" contra a França, em Paris e no término da temporada, o clube da "cruz de Cristo" obteve uma saborosa vitória sobre o Sporting por 2 - 1, na final da Taça de Portugal.

Foi internacional "A" em 10 ocasiões e marcou 4 golos ( com a curiosidade de todos terem sido apontados ao Luxemburgo e em jogos de qualificação para o Campeonato do Mundo de 1962 - um verdadeiro "hat-trick" na vitória por 6 - 0 no Estádio Nacional e mais um apontado na escandalosa derrota por 2 - 4 no Grão-Ducado ). Foi também internacional "B" e Militar.



Em 1963 e após ( nova ) árdua disputa com o Sporting, processou-se a sua transferência para o Benfica, que pagou pelo seu passe a "astronómica" quantia de 2.500 contos.

Marcou o golo 2000 do Benfica em jogos a contar para o Campeonato Nacional. Tal aconteceu na vitória por 4 - 2 sobre o Barreirense ( fora ), na época de 1963 / 64.



Esteve presente na conquista de dois importantes e prestigiosos troféus : o Ramon Carranza ( o Benfica foi a primeira equipa estrangeira a ganhar este celebrado torneio que se disputa em Cádiz, Espanha ) e a Pequena Taça do Mundo ( conhecida competição que se desenrolava em Caracas, Venezuela ).



Nas competições europeias, disputou pelo Benfica 5 jogos para a T.C.E. e obteve 3 golos e, na extinta Taça das Cidades com Feiras, só actuou em 2 desafios.

Após ter terminado o seu contrato com o Benfica, ingressou no Salgueiros.


Benfica

Campeão Nacional da 1ª Divisão - 4

1963 / 64 - ( 18 jogos / 15 golos )

1964 / 65 - ( 3 jogos / 4 golos )

1966 / 67 - ( 8 jogos / 3 golos )

1967 / 68 - ( 3 jogos / 0 golo )

Campeonato Nacional da 1ª Divisão

1965 / 66 - ( 3 jogos / 1 golo )

Taça de Portugal - 1

1963 / 64 - Benfica - Porto 6 - 2
Disputou 3 jogos / 4 golos