sábado, 28 de maio de 2016

ÉPOCA DE 1919/20

PLANTEL


António Pinho, Alberto Augusto, Herculano, Jesus Crespo, Artur Augusto, José Maria Bastos, Fernando Jesus, Vitor Gonçalves, Arsênio, Cândido Oliveira, José Pimenta, Ribeiro dos Reis, Fausto Peres, José Morais, Carlos Pinto, Alfredo Mengo, Bastos Guerra, José Simões

TREINADOR

COSME DAMIÃO

MELHOR MARCADOR

ARTUR AUGUSTO - 7 GOLOS

RESULTADOS


CURIOSIDADES

Constante deserção de jogadores para outros Clubes
Dados os problemas com que o Benfica se teve de debater nos primeiros anos da sua história, a deserção de jogadores do clube foi uma constante. Em diversas situações, jogadores “formados” no Benfica decidiram mudar-se para outros clubes, em especial para o Sporting, com quem o Benfica celebrara um “acordo de amizade”, o qual incluía que qualquer um dos clubes não “tentaria” jogadores do outro para vir jogar com as suas cores. Isto foi constantemente quebrado pelo Sporting e este é um dos primeiros factores que levaram à criação de uma grande rivalidade entre Benfica e Sporting.Por outro lado, com as constantes mudanças de residência do clube, o Benfica acabou por se afastar geograficamente das suas origens – Belém. Isto criou um “vazio futebolístico” na zona, que levou à criação de dois novos clubes: o Clube de Futebol "Os Belenenses" em 1919 e o Casa Pia Atlético Clube em 1920. Desta forma, o Belenenses passou a contar na sua equipa titular com 8 antigos jogadores do Benfica e o Casa Pia com 4. Estas saídas foram contudo recebidas por parte dos benfiquistas com naturalidade, uma vez que os jogadores em causa tinham as suas origens nas zonas dos clubes recém formados. As relações continuaram a ser muitos amistosas entre estes.