sábado, 7 de maio de 2016

ÉPOCA DE 1938/39

PLANTEL

Gaspar, Gustavo, Feliciano Barbosa, Martins, Espírito Santo, Albino, Francisco Ferreira, Brito, Vieira, Valadas, Rogério, Batista, Eduardo, Amadeu, Olegário, Correia, Xavier, Freire, Alcobia, César Ferreira, Domingos Lopes, Macarrão, Amaro, Rosa, Teixeira, Cabeças






TREINADOR

Lipo Herczka

MELHOR MARCADOR

Espírito Santo - 23 Golos


RESULTADOS 



PRESIDENTE

Júlio Ribeiro da Costa

Exerceu o cargo de vice-presidente da Assembleia Geral do Clube em 1935-1938, tendo sido eleito presidente da Direcção em 1938.
Tinha integrado os corpos gerentes que presidiram à parada atlética nas festas do 32º aniversário do Benfica, que teve lugar em 19 de Abril de 1936. Antigo Futebolista do Liceu Pedro Nunes, transferiu-se para o Benfica, onde actuou em diversas equipas de futebol. No diferendo com o FC do Porto, em 1938-1939, defendeu intransigentemente o SL e Benfica. Em6 de Maio de 1940 presidiu à Assembleia Geral realizada para resolver a passagem das Amoreiras para o Campo Grande. Ficou para sempre ligado à suspensão dos corpos gerentes em 1944, devido a um golo invalidado ao clube no desafio contra o Belenenses, apontado por Rogério, e que nos daria o empate. Na altura era secretário-geral da Direcção, tendo sido castigado pela Federação Portuguesa de Futebol. Face à flagrante injustiça, que teria algo de político pelo meio, à excepção do tesoureiro, Dr. Vicente de Melo, toda a Direcção se solidarizou com ele, acabando todos os seus membros por serem punidos com três meses de suspensão. Aos 94 anos de idade era o sócio nº 1, tendo sido agraciado com o anel de platina, tal como o sócio nº 2, Rogério Jonet, pelos 75 anos de associados, constituindo autênticas lendas vivas. Ao longo dos anos foi alvo de significativas homenagens. Distinguem-se a do Chelas Futebol Clube e a do Sport Clube Sacavenense, que o consagrou seu "Sócio Honorário".
Devido ao seu grande amor ao clube, ocupou, desde 1914 a 1962, além dos cargos já referidos, o de segundo-secretário da Assembleia Geral, vogal da Direcção, suplente da Direcção, vice-presidente da Direcção, membro da Comissão de Iniciativas e Propaganda, da Comissão de Ginástica, da Comissão de Honra do Novo Parque de Jogos, da Comissão de Concessão de Distinções Honoríficas, da Comissão Jurisdicional Síndica, razões pelas quais a Assembleia Geral de 10 de Abril de 1962 o distinguiu com o galardão de "Águia de Prata". Em 1930-31 foi eleito presidente de Assembleia Geral da Associação de Hóquei em Patins. Faleceu em 1992.

CURIOSIDADES

Depois de ter perdido, a primeira mão da meia-final da Taça de Portugal, no estádio do Lima (Porto) por 6-1, o Benfica recupera em Lisboa ao vencer o FC Porto por 6-0. Um facto cómico foi o abandono dos azuis e brancos a 15 minutos do final da partida, alegando o constante lançamento de bombinhas de Santo António para a sua área. A Federação Portuguesa de Futebol não foi na conversa e a direcção do Benfica corta relações com o FC Porto.

É também nesta época que o Campeonato Nacional muda de nome, de 1ª Liga para 1ª Divisão. O Campeonato de Portugal desaparece
e dá lugar à Taça de Portugal. 


FOTOS

Benfica 4 - F.C. Porto 1


F.C. Porto 3 - Benfica 3


HOMENAGEM

Jantar de homenagem à equipa de 1939

RESUMO DA ÉPOCA