quinta-feira, 8 de setembro de 2016

GRANDES NOMES

MARTIN PRINGLE



Este jogador faz parte do grupo daqueles que apesar de mau, muito mau mesmo, os benfiquistas não esquecem, e ninguém se lembra dele pelos melhores motivos, julgo eu. A história da sua contratação eleva-o á condição de barrete do ano, ou de vários, uma vez que jogou no Benfica em várias épocas distintas.

Os Suecos, até então sempre tiveram grande sucesso no Benfica, que contratou alguns dos melhores jogadores do País das décadas de 80 e 90, casos de Stromberg, Thern e Magnunsson. Porém depois da chegada do Carteiro Pringle, alto mas não louro, mas tosco o bastante para ter presença assegurada no lote de piadas que os benfiquistas de vez em quando lá têm que ouvir, e com nome de batata frita da moda, na altura...


De todos os que aqui aparecem, é o que mais jogos realizou, mas quem não se lembra daquele estilo desajeitado e de ponta de lança que marcava menos golos que muitos centrais. Veio do Helsinborg, onde (parece-me a mim que é condição essencial para se ser um flop) marcou ao Benfica num particular, foi para Inglaterra (?) para o Charlton emprestado e depois cedido definitivamente, terminou a carreira pouco depois algures na terceira divisão, no Grimsby Town, com uma perna partida em três sítios. Hoje em dia é Treinador de Futebol Feminino, onde deve ensinar as suas jogadoras a marcar golos... ou então se calhar talvez não ensine...