segunda-feira, 18 de julho de 2016

ÉPOCA DE 2000/01

PLANTEL



Fernando Meira, João Tomás, Van Hooijdonk, Maniche, Robert Enke, Ronaldo, Sabry, Miguel, Diogo Luis, Carlitos, Chano, Dudic, Calado, Marchena, Poborsky, Ednilson, André, Bossio, Kandaurov, Rui Baião, Geraldo, Dani, Toy, Sérgio Nunes, Uribe

TREINADORES



MELHOR MARCADOR


VAN HOOIJDONK - 23 GOLOS


RESULTADOS



CRÓNICA DA ÉPOCA


Uma época para história, 55 anos depois era quebrada a ditadura dos «três grandes» e um novo campeão entrava no rol. O Boavista FC era finalmente o Boavistão. Após dois segundos lugares, Taças e Super Taças, presença na Liga dos campeões, carreiras de sucesso na Europa, o Boavista conquistava o tão almejado título de campeão nacional.

No começo era o Sporting o grande candidato, campeão em título reforçando-se com vários internacionais portugueses, entre eles João Vieira Pinto – dispensado pelo Benfica.
Mas não era  só o Benfica que tinha perdido a sua referência, pois também o FC Porto havia perdido Jardel, máximo goleador das edições anteriores.
O Boavista não começou bem o campeonato e à 6ª Jornada era 7º com dois empates e uma derrota, pior só mesmo o Benfica que seguia bem longe dos da frente em 9º com apenas duas vitórias.

Na frente o FC Porto seguia isolado, mas seguido de perto pelos surpreendes Braga e Salgueiros, e um pouco mais atrás o Sporting.
Na 12ª jornada o Boavista arrancou um empate em Alvalade que permitiu ao Porto ganhar cinco pontos de avanço sobre o Sporting, então segundo classificado.

As panteras continuaram a recuperar e no último jogo da primeira volta ao baterem o FC Porto por 1xo saltaram para a liderança isolados.
Uma derrota dos dragões na Luz na jornada seguinte deixou o Boavista isolado com 4 pontos de avanço sobre o Porto e 5 sobre o Sporting.
Na 22ª jornada um empate na Luz permite aos axadrezados manter a liderança quando o Benfica tentava passar para a liderança, depois de uma grande recuperação na tabela.

Este resultado destruiu os sonhos benfiquistas e à 25ª jornada já estavam a 11 pontos do primeiro, enquanto Porto e Sporting empatavam nas Antas (2x2) e ficavam a 6 dos do Bessa.
Daí para a frente os boavisteiros caminharam para o título. Primeiro afastaram os leões da corrida na 29ª jornada e depois confirmaram a festa no penúltimo jogo vencendo o Aves por 3x0.

Uma vitória histórica e a cidade do Porto festejava imediatamente em tons de preto-e-branco.
Em Lisboa, os adeptos encarnados nem acreditavam que o seu Benfica acabava num inexplicável 6º lugar, a pior classificação de sempre da sua história.

VIDEOS DA ÉPOCA


CAMPEONATO NACIONAL




BELENENSES 1 - BENFICA 0


PORTO 2 - BENFICA 0


BENFICA 3 - SPORTING 0


BENFICA 2 - ESTRELA DA AMADORA 1

video

BOAVISTA 1 - BENFICA 0

video

BENFICA 2 - BRAGA 2

video

BENFICA 2 - CAMPOMAIORENSE 0

video

MARÍTIMO 3 - BENFICA 0

video

GUIMARÃES 0 - BENFICA 4

video

BENFICA 2 - PORTO 1

video

SPORTING 3 - BENFICA 0


GIL VICENTE 3 - BENFICA 0

video



TAÇA DE PORTUGAL



CAMPOMAIORENSE 0 - BENFICA 1

video

LOULETANO 1 - BENFICA 3

video



TAÇA UEFA



HALMSTAD 2 - BENFICA 1

video

BENFICA 2 - HALMSTAD 2




JOGO PARTICULAR


BENFICA 1 - CSKA 1

video