terça-feira, 21 de junho de 2016

ÉPOCA DE 1978-79

PLANTEL




Nene, Shéu, Bento, Chalana, Reinaldo, Alhinho, Toni, Alves, Bastos Lopes, Alberto, Pietra, Eurico, Pereirinha, Cavungi, Jorge, Rui Lopes, Wilson, José Henrique, Diamantino, João Santos, Spencer, Simões, Fidalgo

TREINADOR


MORTIMORE


MELHOR MARCADOR

RUI ÁGUAS - 28 GOLOS


RESULTADOS



CRÓNICA DA ÉPOCA

39 anos depois, o FC Porto voltava a conquistar o bi-campeonato, batendo o Benfica numa luta taco-a-taco que durou até à última jornada. Durante grande parte da época o Benfica liderou e esteve à frente dos portistas, muito por culpa de cinco empates consecutivos, cedidos pelo FC Porto entre a 7.ª e a 11ª jornada ao que se somava uma derrota em Braga na terceira jornada (3x1).

Já o Benfica, que começara com três derrotas nas cinco primeiras jornadas: Antas (1x0), Bonfim (2x1) e Restelo (1x0), conseguiu uma sequência de dez vitórias, coroada com uma goleada histórica de 5x0 sobre o «eterno rival». A sequência foi quebrada com um empate a casa a uma bola com o Porto. Uma derrota na Madeira e um empate na Póvoa do Varzim deixaram o Porto colado na liderança.

Nas últimas dez jornadas, o FC Porto só cedeu um ponto, culpa de um empate com o Sporting nas Antas, enquanto o Benfica não aguentava a pressão e na penúltima jornada empatava a zero no Mário Duarte com o Beira-Mar e deixava escapar o título para a Cidade Invicta.

Pela primeira vez desde os anos cinquenta, o Benfica ficava duas épocas sem conquistar um título, para desespero da sua massa associativa, habituada a vencer quase todas as épocas.

VIDEOS


CN - PORTO 1 - BENFICA 0



TCE - NANTES 0 - BENFICA 2



TCE - BENFICA 0 - NANTES 0



CN - BENFICA 5 - SPORTING 0