sexta-feira, 24 de junho de 2016

ÉPOCA DE 1981/82

PLANTEL



Néne, Shéu, Bento, Veloso, Bastos Lopes, José Luis, Humberto Coelho, Chalana, Carlos Manuel, Jorge Gomes, Filipovic, Reinaldo Frederico, Pietra, Alves, Álvaro, César, Folha, Laranjeira, Alberto Bastos Lopes, Paulo Campos, Padinha, Jorge, Botelho, Carlos Pereira, Carlos Manuel II

TREINADOR

LAJOS BAROTTI

MELHOR MARCADOR

NÉNE - 37 GOLOS

RESULTADOS


PRESIDENTE

FERNANDO MARTINS


CRÓNICA DA ÉPOCA


Depois de uma época mal conseguida, João Rocha fora a Inglaterra buscar Malcom Allison para liderar o projeto leonino. Resgatando António Oliveira do exílio penafidelense, o Sporting formou um tridente ofensivo com Oliveira, Jordão e Manuel Fernandes, que ajuda a explicar os 66 golos apontados em trinta jogos.

Apenas três derrotas sofreu o leão ao longo da prova, no Bessa (como tantas vezes antes e depois) e em Portimão, sobrando a última jornada para as Antas, já com o Campeonato conquistado. Os leões - que venceriam também a Taça e depois a Supertaça - festejavam assim o seu 16.º título de Campeão, sem imaginar que passariam longos dezoito anos sem voltar a levantar o troféu.

O Benfica segurou o segundo lugar, a apenas dois pontos dos leões e um à frente do FC Porto, mas o grande destaque da classificação vai para o Belenenses, que era até então, juntamente com Sporting, Benfica e Porto, totalista de presenças na primeira divisão.

Uma época desastrosa, conduziu o clube da Cruz de Cristo a um 15.º lugar, que custou a despromoção, acompanhando o Académico de Viseu e a União de Leiria na descida à Segunda Divisão.


CURIOSIDADES

BILHETE DO JOGO DA TAÇA AMIZADE




BILHETE DO JOGO DA TAÇA DOS CAMPEÕES 
BAIERN - BENFICA



VIDEOS


TCE - BAYERN 4 - BENFICA 1



CN - SPORTING 3 - BENFICA 1