sábado, 28 de maio de 2016

ÉPOCA DE 1921/22

PLANTEL


Francisco Vieira, Fernando Jesus, Vitor Gonçalves, José Simões, Ribeiro dos Reis, Jesus Crespo, Alberto Augusto, José Pimenta, Fausto Peres, Bastos, Morais, Carlos Homem Figueiredo, Gaivão, Vitor Hugo, Manuel Crespo, Alfredo Mengo, Belford

TREINADOR

COSME DAMIÃO

MELHOR MARCADOR

ALBERTO AUGUSTO - 2 GOLOS


CURIOSIDADES

Visita inesquecível

Os madeirenses, com preponderância dos Maritimistas, conseguiram na Páscoa de 1922 levar o Benfica à Madeira, dez anos depois do “Glorioso” os ter trazido ao Continente. A expectativa era enorme, pois, em 2 de Janeiro de 1922, o Benfica vencera, por 2-1, o clube checo Union Zizkov, de Praga, que dizimou todos os outros adversários portugueses. Além disso a comitiva integrava os três primeiros internacionais portugueses (António Ribeiro dos Reis e Vítor Gonçalves), incluindo o marcador (Alberto Augusto) do primeiro golo de Portugal, no I Espanha-Portugal, em 18 de Dezembro de 1921.
A partida a bordo do vapor “Funchal” efectuou-se ao meio-dia de 5 de Abril de 1922. A chegada ocorreu dois dias depois, em 7 de Abril, com a comitiva de 18 pessoas: 15 jogadores, Cosme Damião (“treinador”), Júlio Ribeiro da Costa (dirigente) e José de Melo, dedicado associado, a instalar-se no Hotel Europa, inaugurado na ocasião!

Os jogos realizaram-se no campo Almirante Reis, do CS Marítimo e tiveram sempre muito público, estando quatro mil – nunca se vira tal – no jogo de estreia.





RESULTADOS



RESUMO DA ÉPOCA