sábado, 23 de julho de 2016

GRANDES NOMES

HUMBERTO FERNANDES



 Humberto da Silva Fernandes
 14 / 06 / 1940 - 08 / 02 / 2009




Clubes - BENFICA


Produto dos escalões jovens do clube, Humberto Fernandes era um defesa central sereno, de boa técnica individual e que fez toda a sua carreira profissional ao serviço do SL Benfica.

Estreou-se na equipa principal do Benfica na época de 1958 / 59, num Benfica - Braga ( 8ª jornada ) e que se saldou num triunfo encarnado por 5 - 1, tendo actuado a lateral direito. Só voltaria a actuar duas temporadas depois e em dois desafios a contar para a Taça de Portugal ( Benfica - Olhanense ( 8 - 1 ) e num célebre Setúbal - Benfica ( 4 -1 ) , jogo esse disputado no dia seguinte à conquista da 1ª Taça dos Campeões Europeus e, pasme-se, por decisão da Federação. Nesse desafio, Eusébio faria a sua estreia oficial pelo S. L. B. e a equipa teve de ser constituída por reservistas e alguns ex-juniores. Em suma, uma autêntica vergonha.



Foi por 6 vezes Campeão Nacional e conquistou a Taça de Portugal em 3 ocasiões.

Sagrou-se campeão europeu em 1961 / 62 e em duas ocasiões jogou a final da máxima competição europeia de clubes. Disputou 22 jogos europeus pelo Benfica, sempre na T.C.E. e, numa delas, por ausência de Coluna, capitaneou a equipa no terceiro jogo frente ao Ajax que teve lugar em Paris e correspondente aos quartos-de-final da época de 1968 / 69 ( o Benfica tinha vencido em Amesterdão por 3 - 1 e, na Luz, os holandeses obtiveram um triunfo pelos mesmos números, dando aso a um jogo de desempate. O Ajax ganhou por 3 - 0 e após prolongamento ).



Na época de 1969 / 70, disputou o seu último desafio na Taça dos Campeões Europeus, frente ao Celtic, numa noite de má memória para os benfiquistas. Em Glasgow, aconteceu uma clara vitória dos escoceses por 3 - 0, mas em Lisboa o Benfica retribuiu o resultado, levando então o jogo ao prolongamento. O resultado manteve-se durante os 30 minutos do mesmo e de acordo com os regulamentos, a eliminatória teve de ser decidida pela chamada moeda ao ar. Em jeito de curiosidade dizer que este acto teve lugar na cabina do árbitro e como é sabido, a "sorte" sorriu ao Celtic e o Benfica ficou pelo caminho.

Também participou em duas finais da Taça Intercontinental de Clubes ( 1961 e 1962 ) e em 1963 ajudou o Benfica a vencer o Troféu Ramón Carranza, o mais prestigiado troféu "veraniego" e que se disputa em Cádiz, Espanha.

Pode-se dizer que acabou por ser substituído no eixo da defesa benfiquista por outro Humberto, este de apelido Coelho.

 
A convite de pessoas amigas e ligadas ao Sport Cartaxo e Benfica, representou este clube na época de 1972 / 73.


Campeão Nacional da 1ª Divisão - 6

1962 / 63 - ( 17 jogos )

1963 / 64 - ( 3 jogos )

1964 / 65 - ( 2 jogos )

1966 / 67 - ( 1 jogo )

1967 / 68 - ( 20 jogos )

1968 / 69 - ( 2 jogos )

Campeonato Nacional da 1ª Divisão

1958 / 59 - ( 1 jogo )

1961 / 62 - ( 11 jogos )

1965 / 66 - ( 1 jogo )

Taça de Portugal - 3

1961 / 62 - Benfica - Setúbal 3 - 0
Disputou 3 jogos

1963 / 64 - Benfica - Porto 6 - 2
Disputou 4 jogos

1968 / 69 - Benfica - Académica 2 - 1 ( 1 - 1 no tempo regulamentar )
Disputou 1 jogo

Taça de Honra de Lisboa - 1

1962 / 63 - Benfica - Sporting 4 - 0
Benfica - Atlético 3 - 1

Taça dos Campeões Europeus - 1 ( 1961 / 62 )

Benfica - Real Madrid 5 - 3 ( Estádio Oímpico - Amesterdão )

Disputou 2 jogos e ambos contra o Áustria de Viena ( 1 - 1 e 5 - 1 )

Finais da Taça dos Campeões Europeus

1962 / 63 - Milan - Benfica 2 - 1 ( Estádio de Wembley - Londres )

Costa Pereira; Cavém, HUMBERTO FERNANDES, Raúl e Cruz; Coluna e Santana; José Augusto, Torres, Eusébio e Simões.
Disputou 6 jogos

1967 / 68 - Manchester United - Benfica 4 - 1 ( 1 - 1 no tempo regulamentar ) ( Estádio de Wembley - Londres )

José Henrique; Adolfo, HUMBERTO FERNANDES, Jacinto e Cruz; Jaime Graça e Coluna; José Augusto, Torres, Eusébio e Simões.
Disputou 8 jogos

Taça Intercontinental - 1961

1º jogo - Benfica - Peñarol 1 - 0 ( Estádio da Luz )
2º jogo - Peñarol - Benfica 5 - 0 ( Estádio Centenário - Montevideu )
3º jogo - Peñarol - Benfica 2 - 1 ( Estádio Centenário - Montevideu ) *

* Costa Pereira; Cavém, HUMBERTO FERNANDES, Cruz e Ângelo; Neto e Coluna; José Augusto, Águas, Eusébio e Simões.

Taça Intercontinental - 1962

1º jogo - Santos - Benfica 3 - 2 ( Estádio do Maracanã ) **
2º jogo - Benfica - Santos 2 - 5 ( Estádio da Luz )

** Rita; Ângelo, HUMBERTO FERNANDES, Raúl e Cruz; Cavém e Coluna; José Augusto, Santana, Eusébio e Simões.

Nota - No jogo disputado na Luz, o técnico chileno Fernando Riera procedeu a três substituições : Costa Pereira por Rita, Jacinto por Ângelo e Germano por HUMBERTO FERNANDES.

Troféu Ramón Carranza - 1 ( 1963 )

Benfica - Barcelona 3 - 2 ( os dois clubes apresentaram muitos jogadores que tinham participado na final da T.C.E. de dois antes e o resultado repetiu-se ).
Benfica - Fiorentina 7 - 3 ( 3 - 3 no tempo regulamentar )

Rita; Cavém ( Ângelo ), Raúl, HUMBERTO FERNANDES e Cruz; Coluna e Santana ( Torres ); Iaúca, Eusébio, Serafim e Simões ( José Augusto ).