terça-feira, 19 de julho de 2016

ÉPOCA DE 2001/02

PLANTEL



Drulovic, Mantorras, Robert Enke, Miguel, João Manuel Pinto, Marco Caneira, Simão Sabrosa, Andersson, Argel, Zahovic, Ednilson, Júlio César, Fernando Meira, Tiago, Carlitos, Cabral, Armando, Fernando Aguiar, Jankauskas, Pesaresi, Moreira, Rui Baião, Mawete, Sokota, Porfírio, Jorge Ribeiro, Pepa, Diogo Luís, João Tomás, Toni

TREINADORES



MELHOR MARCADOR



MANTORRAS - 13 GOLOS


RESULTADOS




CRÓNICA DA ÉPOCA


O pai era João Pinto, Jardel o filho,  enquanto o afamado bloco de notas de Laszlo Bölöni era o Espírito Santo; juntos formavam a trindade leonina, fundamental na conquista do segundo título do Sporting em três anos.

Incentivado por uma massa associativa deliciada com o seu futebol, os leões avançaram época fora com João Vieira Pinto a assistir os golos de Jardel que atingiram a cifra estratosférica de 42 golos só no campeonato.

Apesar de uma vitória na primeira jornada em Alvalade sobre o FC Porto o campeonato não começou muito bem para os leões que perderam no Restelo (3x0) e depois em casa com o Alverca.
Ao fim da quarta jornada (já com Jardel na equipa) o Sporting era 15º classificado, estando já a 5 pontos do FC Porto e do campeão Boavista.
Na 5ª jornada um empate dos dragões na Luz deixou o Boavista isolado na liderança.

Em Braga, na 8ª ronda o Sporting voltou a perder, mas aproveitou um deslize dos axadrezados em Guimarães para não perder pontos para a liderança que agora era partilhada com o FC Porto.

Na jornada seguinte um empate dos leões em casa contra o Santa Clara e uma derrota do FC Porto nas Antas contra o Belenenses deixou os leões mais longe de um Boavista que se isolava na liderança com o Benfica no seu encalço.

Duas goleadas nas visitas a Paços Ferreira (0x6) e ao Salgueiros (1x5) recuperaram o moral do leão, que continuava em quarto quando na 12ª Jornada recebeu e venceu o líder em Alvalade (2x0).

Duas jornadas depois, as derrotas de Benfica, Boavista e Porto deixaram o Sporting pela primeira vez na liderança que foi consolidada com vitórias e dois empates a duas bolas na Luz e nas Antas, nos encontros que se seguiram.

Um empate em Barcelos à 22ª jornada devolveu a liderança às panteras, mas na semana seguinte o Gil Vicente desce ao Bessa e empata o Boavista e devolve o primeiro lugar aos leões.

Sporting e Boavista seguiram separados por um ponto enquanto FC Porto e Benfica atrasavam-se e lutavam pela vaga na Taça UEFA.

Na 29ª jornada os leões seguram um empate a 0x0 no Bessa e dão um passo decisivo para o título que se aproxima com o empate do Boavista na Madeira e a derrota em casa na jornada 32.

O título confirma-se com a derrota dos axadrezados na Luz. Os benfiquistas entregam o título de bandeja aos velhos rivais, uma semana depois de terem estragado a festa em Alvalade, com um empate a uma bola.

Na última ronda o Benfica perde na Madeira com o Marítimo e perde também o lugar na edição seguinte da Taça UEFA para o FC Porto de José Mourinho...



VIDEOS


CAMPEONATO NACIONAL



VARZIM 2 - BENFICA 2 

video

BENFICA 2 - SALGUEIROS 0

video

BENFICA 3 - SETUBAL 2


BEIRA MAR 3 - BENFICA 3

video

U.LEIRIA 1 - BENFICA 1

video

BENFICA 2 - GIL VICENTE 0

video

FARENSE 0 - BENFICA 2

video

BENFICA 2 - SPORTING 2

video

PORTO 3 - BENFICA 2

video

GUIMARÃES 1 - BENFICA 4

video

BENFICA 4 - PAÇOS FERREIRA 0

video





TAÇA DE PORTUGAL



INFESTA 0 - BENFICA 3

video